domingo, 27 de fevereiro de 2011

Notícia dos bastidores de "Goats" - Novo filme com David Duchovny-

Aparentemente, não é fácil contracenar com animais. Com uma cabra, então... Como sabemos, os bichos recebem treinamento para as cenas. Cabras que dividirão cenário com o elenco do filme em que Duchovny participa foram adestradas por Tommy DiMaggi.

 Os locais para as filmagens foram fornecidos pela empresa cabras Tommy DiMaggio, Purple Mountain Goats PackDiMaggio, 64 anos, treinou quatro cabras que aparecem em diversas cenas, e diz que ele treinou Duchovny sobre as sutilezas de como interagir com as criaturasAlgumas coisas são incorrigíveis, no entanto.  DiMaggio disse que teve que se afastar e esperar uma cabra não surtar e atacar Duchovny em uma cena em que ele dirigiu em um veículo com o animal.
"O bode tem chifres, a propósito", disse DiMaggio. "Eu olhei para ele, dizendo: 'Você não vire a bunda para ele!'" 

DiMaggio vem treinando suas cabras desde dezembro para seu aparecimento no filme. Mas havia pouco que pudesse fazer para preparar um dos animais para uma cena em que aparece Minnie Driver para retirar um saco de Doritos amassado  de um lugar na cabra onde o sol não brilha.

DiMaggio riu ao falar sobre a cena, que exigiu quatro tomadas. Ele disse que tirou ilusão usando a manteiga de amendoim para furar o saco debaixo da cabra.



Texto original: azstarnet.com

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

"Any Human Heart" Recebe Bons Reviews e Indicação a Prêmio



A mninissérie "Any Human Heart" obteve boas críticas. E, como não poderia deixar de ser, Gillian também teve sua performance como a Duquesa de Windsor Wallis Simpson elogiada. Além disso, a produção foi indicada a uma premiação britânica.

Download da minissérie "Any Human Heart".

Para saber mais a respeito, leia >>

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

sábado, 19 de fevereiro de 2011

sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Showtime renova "Californication' para a 5ª temporada


 5ª temporada da série protagonizada por David Duchovny está garantida. O canal Showtime continuará a exibir as peripécias de Hank Mood no próximo ano.


Para saber mais leia >>

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Gillian Anderson em nova entrevista ao Los Angeles Times



Gillian Anderson retornará para a noite americana de televisão neste domingo, como Wallis Simpson no, "Clássico Masterpiece" na minissérie "Any Human Heart”, baseado no romance de William Boyd sobre a vida de um homem durante o século 20. A série da PBS, também estrelada por Matthew Macfadyen, Jim Broadbent, Hayley Atwell e Kim Cattrall, irá até 27 de fevereiro.

Wallis Simpson parece estar em toda parte estes dias. Ela também é uma personagem em "The King's Speech", embora sua forma retratada em “Any Human Heart” tenah sido muito diferente. Ela parece menos uma sireia e mais um monstro.

Eu não sei sobre o monstro. Eu acho que ela chega a ser um monstro no final, mas você também terá de ver o seu charme através de uma boa parte da série.







Você encontrou nela algo de místico:

Eu fiz. Eu não sabia muito sobre ela. Foi-me oferecido um par de vezes antes de interpretá-lar la, e os projetos em particuar particular não me interessavam-me. E eu realmente gostei dessa história, eu gostei história de William Boyd. Eu gostei história do Logan [o protagonista]. Gostei da sua varredura histórica, e eu gostava que ela estivesse presente, e eu meio que me apaixonei  por ela no processo. Comecei a fazer pesquisas sobre ela e sobre os dois [o marido, o duque de Windsor]. Não há uma grande quantidade de imagens deles, mas o filme existe é incrivelmente atraente. E eles são uma pessoa - eles são muito unidos. Há uma energia entre eles que é muito atraente.

Você brincou Simpson com um sotaque britânico. Será que ela adotou um?

Ela o fez. É realmente uma mistura. Eu trabalhei com um treinador de voz, e tenho feito algumas coisas com sotaque britânico, e as palavras que ela falou com um tom norte-americano, eu tentei fazer o mesmo. Havia certas palavras foneticamente que ela diria que soava muito americano e um monte de palavras que soaram muito britânico. Ela mudou para um tom britânica pouco depois de se mudar para lá e gastar muito tempo com David (Eduardo VIII). Mas muito disso foi afetado.




Você pode explicar sua apelação?

Ela não tinha apelo na época. Eles eram um casal internacional misterioso. Os britânicos não gostavam dela em tudo. Eles não gostavam do fato de que ela veio e lenou o seu rei para longe deles, e eles não gostavam que ela era divorciada, e eles certamente não gostaram  que ela fosse americana. Não era mesmo uma relação de amor-ódio que ela tinha, pois eles estavam na imprensa o tempo todo, e eles foram discutidos como um casal, mas não havia uma animosidade em relação a ela subjacente. E ainda assim ela era elegante, e ela parecia estar muito confortável com ela mesma e em seu corpo e com seu relacionamento com o príncipe. E os dois estavam tão entrelaçados  apenas observando suas imagens deles  e pareciam extremamente atraente. E eles foram um grande trunfo. Se eles estivessem chegando à sua festa na época, cada cabeça giraria. Todo mundo estaria falando sobre eles. Eles foram um casal da sociedade internacional.

Você já fez uma série de dramas em trajes de época, e acho que os ingleses fazem dramas históricos melhor do que nós, os americanos. Gostaria de pensar que Londres, em que a esse respeito é um lugar melhor para você. É?

Eu me identifico com o Reino Unido eu cresci lá (entre os  2 e11 anos]. Eu amo a cidade de Londres. Eu amo tudo o que ela tem para oferecer e, agora, meus filhos são meio-britânicos, por isso estou muito abrigada  lá. Mas eu também gosto do jeito que eu sou vista como um atriz ali. As pessoas vêm a mim com o material que é muito, muito diferente do que eu fiz antes. E eles se arriscam comigo, e eu não entendo muito isso por aqui.







Aqui você é Dana Scully até a morte os separe?

Possivelmente. Quando eles vieram a mim para fazer "Bleak House", eu disse: "O que faz você pensar que eu posso fazer isso?" Eles achavam que eu podia, e isso é ótimo. Acabei de fazer outra coisa.











Fiz "The Crimson Petal and the White"  para a BBC, e é um drama de costumes de produção muito grande. Eu interpreto uma antiga dona do bordel, a mãe do personagem principal, muito antiquada e maravilhosa e camadas e camadas de roupas e bijuterias, mas muito, muito diferente visual. Foi bom de ser abordada para fazê-lo, o que normalmente não seria o caso.






Você acha que viver em Londres tem prejudicado sua carreira?

Provavelmente  tem. Foi um passo muito ousado para mim ir para lá logo depois de fazer "The X-Files". Não era minha intenção inicial. Eu estava pensando em ir e fazer uma peça, e eu comprei uma casa que eu pensei que estava indo visitar 30% a 50% do tempo. E eu acabei caindo em amor pela a cidade e me apaixonar por alguém lá e eu só com o tempo percebi que a cidade me agradou mais. Mas, sim, provavelmente, se eu tivesse sido mais presente aqui e nos rostos das pessoas e para fora e sobre e na cidade para algumas reuniões, minha carreira teria tomado um caminho diferente.

Mas, claramente, que não era sua prioridade.

Não, não foi. Eu tive um casal de filhos - o mais novo possui 2 - e eu sinto que estou com energia novamente e pronta para trabalhar, então eu tenho vindo para a cidade e reuniões que, e há grandes coisas acontecendo.

Falando de seus filhos, você deu o nome de Oscar e Felix ...

Não. Somente os americanos sempre fazem essa pergunta. Nós já tínhamos o nome de Oscar, e estávamos um pouco pensando em Jasper  que é agora Felix, mas não cabem realmente. E as pessoas diziam: "Sim, mas todo mundo vai dizer  Oscar e Felix" e em um certo ponto nós decidimos que nós não nos importamos, gostamos do ritmo dos dois nomes juntos e isso era mais importante e ele se sente mais como um Felix do que qualquer outra coisa.

Um tempo atrás você prometeu que nunca iria fazer televisão, e você e a televisão têm mudado ao longo dos anos. Então, qual é a sua perspectiva agora?

Eu ainda não assisti. Eu posso ver que há algumas coisas muito inteligentes e interessantes lá fora. Eu gosto de ler, e se eu quiser assistir alguma coisa, eu vou assistir ao noticiário. Mas eu não assisto televisão.

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Gillian Anderson narra vídeo sobre índios da Amazônia que vivem isolados





Confesso que  quando vi a foto acima, pela primeira vez, e o título que se referia a ela, não dei muita importância. Bom, dias depois cá estou eu postando algo a respeito simplesmente porque vi o nome de Gillian envolvido. Humm... Isso é algo a se pensar.

Dito isso, vamos ao que interessa. No texto a seguir, o site http://www.rpp.com.pe  informa que Gillian narra o vídeo sobre a descoberta de uma nova tribo na Amazônia.



A atriz Gillian Anderson narra um vídeo de como avistamento organização pesquisadores Sobrevivência de um avião na Amazônia, uma das últimas tribos isoladas que não tenham mantido contato com outros seres humanos.

A atriz, que estrelou a série de 1990 do popular "The X Files", emprestou sua voz para uma campanha para proteger este grupo de pessoas que vivem em uma selva, na fronteira entre Brasil e Peru,  afirmou Survival declaração.


O vídeo, filmado com a cooperação do Governo do Brasil para ser entregue no "People Planet" da BBC, é o primeiro que mostra uma comunidade humana, que nunca esteve em contato, disse a organização, e está disponível online http://www.uncontactedtribes.org/brazilfootage.


O governo brasileiro autorizou a Survival, dedicada à defesa dos direitos das tribos indígenas, para utilizar as imagens em uma campanha publicitária.


Segundo a organização, que têm vindo a distribuir estas imagens e já teve algum efeito, e tem pressionado as autoridades peruanas para tomar medidas para proteger a tribo.


O governo do Peru anunciou quinta-feira que vai colaborar com o Departamento de Assuntos Indígenas do Brasil (Funai) para proteger a floresta com mais eficácia e evitar que os madeireiros entrem no território dos nativos.




"A sobrevivência dos povos indígenas está em sério risco devido à invasão da floresta pela indústria madeireira no lado peruano da fronteira", disse o grupo.

As autoridades brasileiras acreditam que essas pressões aos índios obrigaram-nos a passar da sua área de costume, o que poderia resultar em um conflito entre os dois grupos, os povos indígenas e madeireiros.


O diretor da Survival, Stephen Corry, disse: "Tribos isoladas enfrentam um futuro perigoso" e que "todos devem estar em causa" por esse motivo.


"Assistência de Gillian Anderson, facilitará a concentrar a atenção sobre estes índios. É fundamental que o mundo siga a razão, depois de séculos de destruição", afirmou Corry. EFE



Veja o vídeo com a narração de Giilian.








Após ver o vídeo, pensei no que deve ter passado pela cabeça dos pobres índios ao ver as aeronaves.  Questiono se realmente entrar em contato com eles seja a ação a ser tomada ou que melhor ação de ser tomada.  




Gillian afirma sobre a descoberta: "O que vem muito fortemente, a partir deste filme, é o quão surpreendente, saudáveis e confiantes essas pessoas aparecem. Espero que eles possam ser deixados sozinhos. - mas isso só acontecerá se os madeireiros forem parados "

Nicholas Lea retorna a "V - The Visitors"



As fãs da série "V" e Nicholas Lea, uma boa notícia: o ator voltará à série. Não sei dizer ao certo em que episódio, mas as fotos, a seguir, garantem a participação do ator.





Devo admitir que comecei a assistir ao início da segunda temporada da série um tanto desconfiada, cheia de perguntas. Ainda bem que, a cada capítulo, minhas dúvidas dissipam-se aos poucos.
 Entre os meus questionamentos estava se usariam o personagem de Lea novamente, uma vez que, na season 1,  praticamente não apareceu. Imaginei que tivesse sido uma figuração de luxo, infelizmente, e gostaria que fosse mais desenvolvido seu lugar na trama. Bom, aparentemente, eu julguei errado e o "pai" do aborrecente Tyler está de volta. E que sua presença seja constante.



Fotos: philiater1.livejournal.com

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

"Goats" - Novo filme com David Duchovny



Duchovny inicia neste mês as filmagens de seu novo filme - "Goats" - do diretor Christopher Neil.
 O filme será baseado no romance homônimo de Mark Jude Poirier.






 A narrativa segue Ellis, um adolescente de 15 anos que dá entrada numa escola preparatória na qual o seu pai, Frank, foi outrora um dos seus melhores alunos. Para Ellis, isto significa deixar para trás a única figura paterna que já tinha conhecido, Goat Man, o seu mentor que é nada mais, nada menos, que um bode que fuma erva. Obriga-o também a acomodar-se a um novo estilo de vida, completamente diferente daquele a que estava habituado.

As rodagens do filme deverão ter início em Fevereiro, sendo que o filme poderá estrear ainda neste ano.



http://pt-br.paperblog.com

Novas fotos de Gillian Anderson Em Los Angeles











A expressão de poucos amigos que ela está fazendo é hilária. Na última foto, o nariz dela demonstra a raiva que está dos paparazzi que a perseguem. Medo! kkkkkkkkkk


Adega

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Gillian Anderson em Los Angeles


Nossa amiga Mõnica do Adega presenteou-nos, esta manhã, com a foto acima de Gillian em Los Angeles. O que foi fazer por lá? Bom, ultimamente, tudo que ela faz é um mistério, por própria escolha da atriz. Mas segundo opinião de nossa cara amiga Mon deve ser algo relacionado à promoção de "Any Human Heart" que estreia nos EUA no presente mês.

Tks, Mon!!

Outras fotos do site http://www.celeblounge.net/







http://community.livejournal.com:





Este é blog é feito por fãs (Esfiles) de Arquivo X que, apesar da série ter se encerrado há alguns anos, ainda assistem, amam-na e seguem a carreira de seus principais atores. Aqui você, visitante, encontrará noticias de nossas atividades, encontros e também notícias relacionadas à série e seus atores.